.mais sobre mim

.Calendário

.posts recentes

. Estranho

. Sou tão inconstante!

. Alicia Keys - No One

. Tomar decisões e fazer es...

. I Kissed a Girl

. If I were a boy

. Alguem soy yo

. Confusão

. "Confusão Sentimental..."

. Reviver

.links

.arquivos

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Maio 2009

. Fevereiro 2008

. Outubro 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

.pesquisar

 

.Rádio

.As minhas visitas

.tags

. todas as tags

Terça-feira, 29 de Setembro de 2009

Sou tão inconstante!



Lembro-me de quando era pequenina e me sentava quietinha num cantinho do jardim a ver o dia passar... Parecia-me tudo tão perfeito!
Hoje, veju tudo de forma tão diferente! Já nada me parece igual! É nesses momentos em que paro para pensar que me dou conta do quanto me afastei dos meus sonhos de menina. Sonhos nos quais eu era a princesa do meu mundo encantado... cheio de doçuras, caramelos, risos e saltos de menina... Onde esperava que um dia um jovem cavaleiro viria e com fitas de cetim e me amarraria ao seu cavalo. Sonhos, sonhos e mais sonhos...
Nesses momentos em que reflicto, sou invadida por um turbilhão de medos. Parte de mim assusta-me… tenho medo de ser tão inconstante que isso afaste as pessoas que amo.
Tem dias em que acordo com medo. Outros em que acordo pronta prá luta e com a certeza de que vou vencer! Sou tão inconstante!
Há coisas em mim que não controlo... Sentimentos que vão muito além daquilo que consigo alcançar!
Tenho medo de que ao querer viver tudo, seja tão fugaz que não dê o devido tempo e valor às coisas, àquilo que verdadeiramente deve importar.
Assusta-me a hipotese de errar, de fazer escolhas precipitadas.
Assusta-me o silêncio e a ausência de emoções visíveis...
Assusta-me a confusão de sentimentos que por vezes se apodera de mim!
Tenho dias em que parece que nada faz sentido e ao mesmo tempo tenho a certeza de que nada acontece por acaso!
Tenho medo do tempo… De envelhecer e olhar para tras e sentir que não vivi... que sobrevivi...
Apetece-me uma vida cheia de emoções, cores, gargalhadas, sonhos, objectvivos, conquistas, "doçuras e caramelos"...
Quero que a minha vida seja tudo menos insignificante… Não quero passar a minha vida cheia de incertezas ou fraquejar às primeiras contrariedades. Quero construir algo sólido.Quero continuar a ter momentos que me façam sorrir como uma criança..

Cláudia às 09:46
| comenta | favorito