.mais sobre mim

.posts recentes

. Estranho

. Sou tão inconstante!

. Alicia Keys - No One

. Tomar decisões e fazer es...

. I Kissed a Girl

. If I were a boy

. Alguem soy yo

. Confusão

. "Confusão Sentimental..."

. Reviver

.links

.arquivos

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Maio 2009

. Fevereiro 2008

. Outubro 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

.pesquisar

 

.tags

. todas as tags

Sábado, 14 de Abril de 2007

Simples soneto de amor

          

Pelo teu amor, seria o poeta das alegrias,
das minhas, das tuas, das alegrias gerais.
Não compreendo porque sofro em teu amor,
ainda mais do que eu, minha insana poesia

                         

Os grandes amorosos não são menos ilógicos,
o que talvez explique essa rude tristeza,
precisamente em mim que só tenho motivos
para alegrar-me, antes de tudo, nesse amor.

                         

Não há dúvida que o amor é desnorteante.
Nenhuma dúvida, pois se a vida corre bem
e acima dos pequenos males teu amor esplende,

                         

Por que essa tristeza? por que essa inquietação?
essa coisa imprecisa que só faz estragar
justamente o teu amor a minha vida?

(Manuel Cavalcanti ) 

sinto-me:
Cláudia às 09:00
| comenta | favorito