.mais sobre mim

.posts recentes

. Estranho

. Sou tão inconstante!

. Alicia Keys - No One

. Tomar decisões e fazer es...

. I Kissed a Girl

. If I were a boy

. Alguem soy yo

. Confusão

. "Confusão Sentimental..."

. Reviver

.links

.arquivos

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Maio 2009

. Fevereiro 2008

. Outubro 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

.pesquisar

 

.tags

. todas as tags

Sábado, 21 de Outubro de 2006

Aprendi

EU APRENDI ...
... que eu não posso exigir o amor de ninguém. Posso apenas dar boas razões para que gostem de mim e ter paciência para que a vida faça o resto;
... que não importa o quanto certas coisas são importantes para mim, tem gente que não dá a mínima e jamais conseguirei convencê-las;
... que posso passar anos construindo uma verdade e destruí-la em apenas alguns segundos.

EU APRENDI ...
... que posso usar meu charme por apenas 15 minutos; depois disso, preciso saber do que estou falando;
... que posso fazer algo em um minuto e ter que responder por isso o resto da vida;
... que, por mais que você corte um pão em fatias, esse pão continua tendo duas faces, e o mesmo vale para tudo o que cortamos de nosso caminho.

EU APRENDI ...
... que vai demorar muito para me transformar na pessoa que quero ser, e devo ter paciência;
... que posso ir além dos limites que eu próprio me coloquei;
... que eu preciso escolher entre controlar meu pensamento ou ser controlado por ele.

EU APRENDI ...
...que os heróis são pessoas que fazem o que acham que devem fazer naquele momento, independentemente do medo que sentem;
... que perdoar exige muita prática;
... que há muita gente que gosta de mim, mas que não consegue expressar isso.

EU APRENDI ...
... que, nos momentos mais difíceis, a ajuda veio justamente daquela pessoa que eu achava que iria tentar piorar minha vida; que eu posso ficar furioso, tenho o direito de me irritar, mas não tenho o direito de ser cruel;
... que jamais posso dizer a uma criança que seus sonhos são
impossíveis.
Será uma tragédia para o mundo se eu conseguir convencê-la disso.

EU APRENDI ...
... que meu melhor amigo vai me machucar de vez em quando, e eu tenho que me acostumar com isso;
...que não é o bastante ser perdoado pelos outros; eu preciso me perdoar primeiro;
... que, não importa o quanto meu coração esteja sofrendo, o mundo não vai parar por causa disso.

EU APRENDI ...
... que as circunstâncias de minha infância são responsáveis pelo que eu sou, mas não pelas escolhas que eu fiz quando adulto;
... que, numa briga, eu preciso escolher de que lado estou, mesmo quando não quero me envolver;
... que, quando duas pessoas discutem, não significa que elas se odeiem.
E quando duas pessoas não discutem, não significa que elas se amem.

EU APRENDI ...
... que, por mais que eu queira proteger meus filhos, eles vão se machucar e eu também serei machucado, isso faz parte da vida;
... que minha existência pode mudar para sempre em poucas horas, por causa de gente que nunca vi antes;
... que diplomas na parede não me fazem mais respeitável ou mais sábio.

EU APRENDI ...
... que a palavra "amor" perde o seu sentido, quando usada sem critério;
... que certas pessoas vão embora de qualquer maneira;
... que é difícil traçar uma linha entre ser gentil, não ferir as pessoas, e saber lutar pelas coisas que eu acredito.

Se aprendessemos algumas coisas, tudo seria mais fácil... certas coisas realmente eu já aprendi... outras... ainda não, mas... estou tentando... o que vale é a intenção...
tags:
Cláudia às 22:08
| comenta | ver comentários (1) | favorito
Sexta-feira, 20 de Outubro de 2006

O que houve com nossos sonhos?

Sonhos,
Tão bom tê-los, melhor ainda poder realizá-los..Mas as vezes eles nos parecem escapar das mãos.E derrepente o seu sonho de anos, some em segundos..
Porque os sonhos acabam??..
Será que somos nós que cansamos de lutar?Ou será que acabaram com nossos sonhos??
Talvez ficamos maduros cedo demais., e esqueceram de nos avisar que a infância acabou..
Que agora os nossos sonhos são apenas lembranças.. Ah!! Como era bom sonhar..
E como é triste a realidade..
Queria tanto voltar a ser criança, e poder sonhar novamente, poder sorrir quando bem entendesse, e chorar.. chorar..
Gente grande não chora???
Chora sim, mas chora conformada.
Criança chora com esperança, esperança de alguém dar a ela o que ela tanto quer..
Como eu queria chorar!Chorar pra dizer o que eu quero, e ser atendida..
Mas,..olhe bem pra você..Você cresceu,e não é mais criança, não basta só chorar, agora você precisa lutar..
Mas como posso lutar, sem forças??
Como posso lutar se acabaram com meus sonhos de criança?..
Como vou conseguir suportar a vida sem meus sonhos??.
Como?...

Natália Katherine Ramos

tags:
Cláudia às 21:30
| comenta | ver comentários (2) | favorito
Quarta-feira, 18 de Outubro de 2006

Conversando comigo mesmo

                                                       

Às vezes, quando caminho triste e com a cabeça cheia de problemas e confusões,
é quando começo a perceber como nossa rotina diária é fútil e sem paixões.

Por que as pessoas complicam tanto nossa vida?
Por que para a maioria é preferível fazer de cada vida um inferno?
Um inferno banhado em orgulho,
outro inferno banhado em fofocas, corrompendo a divindade da alma.

Um imenso deserto de cumplicidades.
Um labirinto perdido de banalidades.

Frio e metálico como a ponta ameaçadora de uma lança,
absolvendo os culpados e amaldiçoando os inocentes, num frenesi impetuoso e sarcástico, às vezes sequer notado, por aquele mesmo que sentenciou, o destino de um condenado.

São nessas horas frias e solitárias
que mesmo estando numa metrópole,
no meio de seres semelhantes a mim
sinto-me sozinho e não lhes tenho confiança.
E assim é difícil divisar a esperança
que a cada dia está mais longe do fim,
como um caminho escuro e um chão mole,  que insiste em impregnar-se por toda a área.

E sigo caminhando solitário, até que vejo o sol escondendo-se na linha do horizonte,
a noite cai silenciosa e as estrelas iluminam a minha senda, fazendo-me notar minha micro-pequenês.

Afinal não sou nada!
Não tenho nada!
Não possuo nada!
Exceto a minha própria alma...!!

Dona das minhas verdades e das minhas mentiras, dona do meu amor e do meu ódio,             dona da minha paixão e da minha frieza...
Sim, ela é dona de todas as minhas sensações,
de todos os meus pensamentos,
de todos os meus momentos,
vividos nos extremos das minhas emoções.

Compreendo que sou energia,
energia manipuladora,
energia construtora
do bem oudo mal.

Quero muito cuidar de mim,
cuidar da minha alma,
dando-lhe bons alimentos,
através de bons pensamentos,
para vê-la crescer livre e desempedida
dos vícios muitas vezes escusos,
fabricados nos laboratórios ocultos,
do meu próprio egoísmo e da minha perfídia
..

Hassin Ghannam


tags:
Cláudia às 08:54
| comenta | ver comentários (3) | favorito
Terça-feira, 17 de Outubro de 2006

Sonhos acabam ... dando lugar a novos sonhos

 

Quando os sonhos acabam ...
Há um vazio imenso
Um vontade de parar
Vontade de desistir de tudo
É um período difícil
Em que os dias, horas e até os segundos são longos
Não conseguimos progredir
Falta vontade, falta motivação
Nos fechamos para tudo e para todos
Como se nada importasse
Nada tivesse algum valor
Vamos nos destruindo pouco a pouco
Porque os sonhos acabam ?
Porque tudo que acreditamos chega ao fim ?
Acreditamos na felicidade eterna
E, muitas vezes, ela não passa de um pequeno tempo
Tempo suficiente para deixar uma saudade infinita
Até que um dia ...
Um novo sonho começa a dar o ar de sua graça
Vem chegando de mansinho
Tentando abrir os cadeados de nosso coração
Estamos trancados
Com um enorme medo de sofrer de novo
Mesmo assim o novo sonho vem chegando
Trazendo na mala tudo novo
E como todo sonho novo,
É regado de novidades que fascinam,
Mexendo com emoções adormecidas
Trazendo de volta a emoção de viver, amar, recomeçar ...
Nessa hora, quando tudo ressurge
Podemos avaliar melhor a vida
Descobrimos que nada é eterno
E que tudo deve ser aproveitado intensamente
Temos que transformar cada instante
Em grandes momentos
Eliminar tudo que maltrata o corpo e o espírito
E dar lugar ao que engrandece
Amadurecer com o aprendizado
E nunca desistir de ser feliz
Porque os sonhos acabam ...
Dando lugar a novos sonhos.

Sílvia Paz


tags:
Cláudia às 09:00
| comenta | favorito
Domingo, 15 de Outubro de 2006

Tudo já perdeu o encanto


Tenho que reconhecer que tudo entre nós começou de uma maneira muito legal, muito bonita. Entretanto, bastaram algumas semanas para que nenhuma das promessas que pareciam brotar naquele momento que se criou entre mim e você frutificasse.Infelizmente, não foi isso o que aconteceu... do grande amor que parecia estar nascendo, sobraram apenas algumas lembranças, pois tudo perdeu a graça muito rapidamente, e o que era doce acabou-se depressa demais, como se fosse uma goma de mascar ordinária.Foi uma pena, ou melhor, é uma pena, pois ninguém entra num relacionamento esperando que ele não dê certo.Quero que você saiba que não me sinto bem e nem um pouco feliz em ter de lhe dizer essas coisas. Na verdade, eu gostaria de estar escrevendo para falar que tudo entre nós desde a primeira vez que nos vimos e até hoje é maravilhoso e gratificante, mas, apesar da minha contrariedade, em alguns momentos da vida é imprescindível ser sincera, para evitar que um pequeno equívoco acabe assumindo proporções maiores e muito danosas para as pessoas envolvidas em tal situação.Sabe, apesar dessa decisão de me separar de você, torço muito para que possamos tocar as nossas vidas com mais alegria, mantendo em nossas almas e corações o carinho e o respeito que sempre tivemos um pelo outro...

sinto-me:
tags:
Cláudia às 20:27
| comenta | ver comentários (1) | favorito
Sábado, 14 de Outubro de 2006

Por trás de tudo

Por trás de tudo...

Há muito de tudo,
Há pouco de nada...
Por trás de tudo que vemos,
Existem coisas guardadas,
Profundamente escondidas,
Das quais não se sabe nada...
Por trás de tudo o que diz;
Há muito o que se dizer,
E do pouco do que se sabe,
Há muito o se aprender...
Por trás de cada silêncio;
Há muito o que silenciar...
Há mistérios e mistérios
Por trás de cada olhar...
Por trás de cada vitória;
Há muito o que vencer...
Por trás de cada sorriso,
Há muito que entristecer...
Por trás de cada palavra,
Há muita coisa não dita...
Por trás de cada lágrima;
Magoas e Magoas contidas...
Eu quis falar, mas nada disse,
Quis explodir, me calei...
Os segredos de minha alma,
Por mais um  tempo tranquei,
Em certos momento da vida,
O melhor é silênciar,
Não sabendo o que dizer, ver, ouvir, sentir, calar!

Cleonice

                                                 

Cláudia às 21:19
| comenta | ver comentários (1) | favorito
Sexta-feira, 13 de Outubro de 2006

Laço


                                               

Meu Deus!!! Como é engraçado!...
Nunca tinha reparado como é curioso um laço...
Um fita dando voltas que se enrosca...
Está dado o laço.
Assim como um abraço:
Coração com coração.
Tudo isso cercado de muito braço.
É assim que é o laço:
Um abraço no presente...
No cabelo...
No vestido...
Em qualquer coisa que faço.
E quando puxo uma ponta,
O que é que acontece?
Vai escorregando... devagarzinho... Desmancha... desfaz o abraço.
Solta o presente, o cabelo...
E na fita que curioso,
Não faltou nenhum pedaço.
Ah! Então é assim o amor, a amizade.
Tudo o que é sentimento?
Como um pedaço de fita?
Enrosca, segura um pouquinho,
Mas pode desfazer a qualquer hora, Deixando livre as duas pontas do laço.
Por isso é que se diz: Laço afetivo, laço de amizade...
E quando alguém briga, então se diz: Romperam-se os laços...
Assim é o amor... Não prende, não escraviza,
Não aperta, não sufoca.
Porque quando vira nó, já deixou de ser laço.

sinto-me: assim assim
Cláudia às 11:31
| comenta | favorito
Quinta-feira, 12 de Outubro de 2006

Lições de vida


Quando você achar que está num beco sem saída e na beira de um abismo pensando que os seus problemas são maiores do que os dos outros...lembre-se de quantas vidas são perdiadas nas guerras santas lá do oriente médio e das guerras urbanas que você presencia todo instante e se quer consegue entender porque de tanta injustiça.

Lembre-se dos corpos inocentes sendo mutilados pelas máquinas e pelas armas, sem justa causa ou razão nessas guerras, por estarem indefesos diante do poder de fogo do inimigo e da ganância e arrogância dos homens poderosos que se encontram escondidos atrás das suas próprias ambições.

Lembre-se da fome e da cede que afeta regiões de certos países, e nós, como verdadeiros cristãos, não fazemos nada para saciar tal necessidade e nem movemos uma palha para mudar a vida desses infelizes.

Lembre-se das nossas crianças e dos nossos velhos jogados nas calçadas da vida sem terem onde dormir... sem terem um lugar para se alimentar ao cair de uma longa e fria noite de intenso inverno.

Lembre-se de que no mundo existem milhões de pessoas enfermas e em estado terminal esperando apenas pela morte, mas mesmo assim, elas se sentem felizes por estar desfrutando do pouco tempo de vida que ainda lhes restam.


Lembre-se de que você deve estar sempre feliz para poder transmitir uma palavra ou fazer um gesto de solidariedade para quem está necessitando da paz de espírito para sair de uma situação difícil, ou mesmo de uma prisão emocional.


Lembre-se de que você não é a única ou o único ser humano a ter problemas, e, que esses problemas nada mais são do que uma grande fonte de lição para fortalecer o seu espírito quando se encontrar perdido ou perdida no meio das suas próprias causas e razões.


Levanta a cabeça e analise seus problemas encima dessas questões.

Você já se imaginou numa dessas situações ?

Seus problemas jamais serão obstáculos, pois, sua sabedoria e sua inteligência vai lhe dar as respostas das suas perguntas e as soluções para sua maior dificuldade quando estiver perdido ou perdida no meio dos seus pensamentos, ou quando se encontrar num beco sem sa´da, ou na beira de um precipício esperando por apenas um pequeno empurrão para se livrar da dor e do sofrimento que você mesmo causou para sua vida.


Pense nisso...

Bráulio de Moraes

tags:
Cláudia às 09:01
| comenta | ver comentários (1) | favorito
Quarta-feira, 11 de Outubro de 2006

Parabêns Mãe

                                                                          

Você tem sido maravilhosa comigo...
eu nunca estou só, pois você está sempre ao meu lado...
oferecendo carinho, muita compreensão...
muita ternura...
É mãe....
sei que você é capaz de dar sua própria vida pelo o bem de seus filhos...
e que os acompanha sempre em sua jornada...
formamos uma família feliz e dependemos do seu amor que é incomparável...
somos muito felizes mãe, por ter você conosco...
queremos que seja muito feliz com todos nós...
Nós amamos muito você mãe...
depois de falar tudo isso a você querida flor...
quero simplesmente desejar-lhe..
parabéns mamãe...
você é um presente grandioso para todos nós...
e agradecemos muito a Deus por ter você...
parabéns mãezinha pelo seu aniversário...

 

 

sinto-me: :Te adoro mãe
Cláudia às 22:08
| comenta | favorito
Terça-feira, 10 de Outubro de 2006

Dádiva divina


O que vivemos hoje, fará o nosso amanhã.

Errar é parte da jornada, encontrar e reconhecer nossos erros, faz parte do desafio.

Na vida, o mais importante são os momentos simples que vivemos.

Deles fazem parte as verdadeiras emoções.

Olhar o nascer do sol, sentir o cheiro da terra após a chuva, ouvir o canto de um pássaro...

Uma borboleta que pousa em uma flor, o céu pintado de púrpura ao anoitecer, a primeira estrela que surge...

Há quanto tempo você não 'enxerga' essas pequeninas coisas ?

Há quanto tempo, você não diz 'bom dia' para um estranho, não abraça quem está ao seu lado, elogia um trabalho bem feito ?

Há quanto tempo você deixou de se olhar 'realmente' no espelho e dizer:

- Eu sou feliz com o que tenho, agradeço o que posso ter, e não devo sofrer por aquilo que não consigo hoje, pois amanhã é um novo dia !

- Mas, sou uma pessoa maravilhosa e especial, pois sou única no universo.

Ninguém é igual a mim.

Há quanto tempo ?

Nosso tempo é curto e emprestado nesse espaço que chamamos de planeta Terra.



Vivê-lo da melhor maneira possível, com amor e sabedoria, é o mínimo que podemos fazer por essa dádiva divina que é a VIDA.


tags:
Cláudia às 21:57
| comenta | ver comentários (1) | favorito