.mais sobre mim

.posts recentes

. Estranho

. Sou tão inconstante!

. Alicia Keys - No One

. Tomar decisões e fazer es...

. I Kissed a Girl

. If I were a boy

. Alguem soy yo

. Confusão

. "Confusão Sentimental..."

. Reviver

.links

.arquivos

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Maio 2009

. Fevereiro 2008

. Outubro 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

.pesquisar

 

.tags

. todas as tags

Segunda-feira, 21 de Agosto de 2006

Poema

 A espera

Aurora, madrugada, cheiros, olhares apaixonados,
sentimentos prementes, esperas desconfortantes.
Procuro-te! Nada!
Onde estás? Quem és?
Nenhum som, nenhum cheiro,
somente um salgueiro, triste e só.
Chamo-te! Nada!
Porque não apareces?
Desespero-me, exaspero-me,
não quero estar só.
Por fim um som. Volto-me.
Serás tu?
Engano!
Somente uma sombra, somente um desejo,
somente um rebento de esperança,
fugidia e vaga.
Quem és? Como és?
Virás?

sinto-me: Sem Nada Para Escrever
tags:
Cláudia às 07:40
| comenta | favorito