.mais sobre mim

.Calendário

.posts recentes

. Estranho

. Sou tão inconstante!

. Alicia Keys - No One

. Tomar decisões e fazer es...

. I Kissed a Girl

. If I were a boy

. Alguem soy yo

. Confusão

. "Confusão Sentimental..."

. Reviver

.links

.arquivos

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Maio 2009

. Fevereiro 2008

. Outubro 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

.pesquisar

 

.Rádio

.As minhas visitas

.tags

. todas as tags

Sábado, 31 de Outubro de 2009

Estranho

Não gosto deste sensação. É como se alguma coisa não estivesse bem mas não consigo obter a percepção do que se trata. Incomoda-me. Torno-me inquieta. Dou voltas e reviravoltas. Sem sequer sair do mesmo sitio viajo por entre conjecturas, suposições, factos e sentimentos.
Continuo sem entender. O que me incomoda. O que não está bem. Se sou eu ou algo que me é próximo.
É por isto que evito parar. Preciso de estar em acção constante para que as minhas ideias não formem novelos de pensamentos, que só me deixam insegura e instável.

Sinto-me estranha :)

Cláudia às 09:11
| comenta | ver comentários (2) | favorito
Terça-feira, 29 de Setembro de 2009

Sou tão inconstante!



Lembro-me de quando era pequenina e me sentava quietinha num cantinho do jardim a ver o dia passar... Parecia-me tudo tão perfeito!
Hoje, veju tudo de forma tão diferente! Já nada me parece igual! É nesses momentos em que paro para pensar que me dou conta do quanto me afastei dos meus sonhos de menina. Sonhos nos quais eu era a princesa do meu mundo encantado... cheio de doçuras, caramelos, risos e saltos de menina... Onde esperava que um dia um jovem cavaleiro viria e com fitas de cetim e me amarraria ao seu cavalo. Sonhos, sonhos e mais sonhos...
Nesses momentos em que reflicto, sou invadida por um turbilhão de medos. Parte de mim assusta-me… tenho medo de ser tão inconstante que isso afaste as pessoas que amo.
Tem dias em que acordo com medo. Outros em que acordo pronta prá luta e com a certeza de que vou vencer! Sou tão inconstante!
Há coisas em mim que não controlo... Sentimentos que vão muito além daquilo que consigo alcançar!
Tenho medo de que ao querer viver tudo, seja tão fugaz que não dê o devido tempo e valor às coisas, àquilo que verdadeiramente deve importar.
Assusta-me a hipotese de errar, de fazer escolhas precipitadas.
Assusta-me o silêncio e a ausência de emoções visíveis...
Assusta-me a confusão de sentimentos que por vezes se apodera de mim!
Tenho dias em que parece que nada faz sentido e ao mesmo tempo tenho a certeza de que nada acontece por acaso!
Tenho medo do tempo… De envelhecer e olhar para tras e sentir que não vivi... que sobrevivi...
Apetece-me uma vida cheia de emoções, cores, gargalhadas, sonhos, objectvivos, conquistas, "doçuras e caramelos"...
Quero que a minha vida seja tudo menos insignificante… Não quero passar a minha vida cheia de incertezas ou fraquejar às primeiras contrariedades. Quero construir algo sólido.Quero continuar a ter momentos que me façam sorrir como uma criança..

Cláudia às 09:46
| comenta | favorito
Quarta-feira, 9 de Setembro de 2009

Alicia Keys - No One

Cláudia às 08:47
| comenta | favorito
Segunda-feira, 17 de Agosto de 2009

Tomar decisões e fazer escolhas na vida nem sempre é fácil...

 



Ajuda, todos nós precisamos e é bom abrirmos o coração e falar, dizer o que sentimos, acima de tudo dizer a verdade, assim estamos a ser sinceros e verdadeiros connosco e com os outros.
Todos nós temos altos e baixos na vida e muitas vezes fazemos coisas que parecem meio loucas, mas eu chamo a isso “escolhas”, porque é através das escolhas que nós fazemos que vivemos a nossa vida. Baseado naquilo que sabemos, aprendemos e entendemos ser para nós a vida, os resultados positivos ou negativos que criamos dentro da nossa própria realidade são as que se apresentam para nós.
Por vezes encontramo-nos num estado de confusão, transtorno e perdidos e ficamos sem saber o que fazer ou o que pensar como se tivéssemos num beco sem saída. Estes são os obstáculos que surgem na nossa vida e com eles podemos aprender e descobrir o nosso verdadeiro caminho e chegar ao âmago do nosso Ser verdadeiro.
Há algo que nos fala que vem de dentro, da nossa essência, uma vontade que urge e leva-nos a seguir os nossos desejos estejamos conscientes ou não disso, ao mesmo tempo, leva-nos a fazer uma revisão à nossa vida. É nessa altura que temos a oportunidade de despertar, tomar consciência do momento presente que estamos a viver, para poder decidir onde vamos e onde queremos estar.
As mudanças são necessárias, com elas vem a experiência, com o poder de transformar a nossa vida, e assim, podemos partir para uma evolução positiva. É nessa altura, nesse momento que podemos tornar os nossos desejos e os nossos sonhos em realidade.
Temos que tomar decisões na vida que por vezes não são fáceis e que podem causar constrangimento e até ser uma desilusão para as pessoas que nos são mais próximas. Este é um dilema que temos que resolver de forma equilibrada e ter coragem de enfrentar, nem sempre é fácil de fazê-lo, mas é necessário, temos que entender que somos responsáveis pela nossa vida.
Cada um de nós tem a sua maneira de pensar e de discernir a forma como acreditamos ser a vida, mas muitas vezes seguimos as ideias dos outros, aquilo que dizem ser melhor para nós e que devíamos seguir, como as regras impostas pela sociedade, sendo muitas das vezes contra os nossos próprios valores e princípios.
Ao aceitar e assumir a nossa verdade, passamos a ser responsáveis pela nossa vida, abrimos o nosso coração e atraímos para nós tudo de bom, tudo o que merecemos por direito, conscientes de que Temos Tudo Para Ser Felizes!
Nada acontece por acaso na nossa vida!
Atreve-te a Viver a Vida com Paixão e Alegria!

Amor, Paz e Sabedoria,

sinto-me:
tags:
Cláudia às 09:19
| comenta | ver comentários (4) | favorito
Quarta-feira, 20 de Maio de 2009

I Kissed a Girl

: Katy Perry
tags:
Cláudia às 14:01
| comenta | favorito

If I were a boy

: Beyoncé
tags:
Cláudia às 13:58
| comenta | favorito
Sexta-feira, 29 de Fevereiro de 2008

Alguem soy yo

Tú no sabes quien soy yo,
No sé quien eres tú,
Y en realidad, quien sabe que somos los dos
Y yo como un secuestrador te persigo por amor,
y aunque tú no sepas mi dirección,mi apellido y mi voz,
y la clave de mi corazón...

Alguien te quiere,alguien te espera,alguien te sueña
y tú sabes que soy yo,
Alguien te piensa constantemente,alguien te busca
y por fin te encontró,
Alguien te amó y alguien soy yo!

Yo no pido nada más,que estar feliz y tu lo estas
y sentirte bien,
Aunque no sepas quien,quien te quiere sin más
por encima del bien y del mal.

Alguien te quiere,alguien te espera,alguien te sueña
y tú sabes que soy yo,
Alguien te piensa constantemente,alguien te busca
y por fin te encontró,
Y alguien soy yo!

En el fondo de mi vida no me queda otra salida ..
que no seas tú!
Tú no sabes quien soy yo,
No sé quien eres tú... Ya somos dos!

Alguien te quiere,alguien te espera,alguien te sueña
y tú sabes que soy yo,
Alguien te piensa constantemente,alguien te busca
y por fin te encontró,
Alguien te amó,Y alguien soy yo!
Alguien te amó,Y alguien soy yo!

 

sinto-me:
: Enrique Iglesia
tags:
Cláudia às 11:07
| comenta | favorito
Sábado, 16 de Fevereiro de 2008

Confusão

E existe uma confusão de sentimentos no meio do meu peito Às vezes acho que falar pode amenizar Outras acho que o silêncio poderia me explicar algo, mas não pode Às vezes acho que o vento poderia levar embora Às vezes acho que me recolher faria tudo isso mudar... e existe uma confusão de sentimentos no meio do meu peito E penso que não posso fazer nada , só senti-los Às vezes acho que alguns deles retornam com força Às vezes acho que outros morrem para nascer novos sentimentos Às vezes acho que novos sentimentos atordoam-me Às vezes acho que antigos angustiam-me Às vezes acho que alguns dão-me paz... e existe uma confusão de sentimentos no meio do meu peito Às vezes acho que a vida é como o mar, tão visível e pálpavel mas não podemos abarcá-lo Às vezes penso que não sei dizer o que é o amor... só sei sentí-lo Às vezes penso que a amizade é como um jardim que devemos cuidar todos os dias, podá-lo, aguar, adubar... às vezes penso que a família é algo como diamante antes de ser descoberto...... e existe uma confusão de sentimentos no meio do meu peito, às vezes acho sentido no nada e às vezes acho nada sem sentido às vezes acho que não sabemos enxergar com os olhos às vezes acho que os dois lados existem sempre e que o ser humano oscila o tempo todo... e existe uma confusão de sentimentos no meio de meu peito que faz eu ser o que sou agora... e me faz enxergar o que antes eu não via que me faz falar o que antes eu não diria, ouvir o que não queria, que me faz sentir o frio e o calor sem reclamar. E que faz-me fechar os olhos para o que não devo ver no momento...... e existe uma confusão de sentimentos no meio do meu peito, desses que é só confusão, nenhuma explicação que me faz ficar longe de tudo e mais perto de mim... às vezes acho que isso é a verdade...... e existe uma confusão de sentimentos no meio do meu peito embora tudo se transforme em algo que nem sei ainda o que é... só sei do aperto que me dá, do sabor da inércia e do meu olhar que não alcança mais do que a mim mesmo no meio da confusão de sentimentos que existe no meio do meu peito.Uma paz às vezes invande-me ...
sinto-me: Confusa
Cláudia às 11:44
| comenta | ver comentários (1) | favorito
Segunda-feira, 15 de Outubro de 2007

"Confusão Sentimental..."

 

 

im08kafka.jpg


 


"A gente não controla o sentimento... Mas controla a atitude!" "Ou nós encontramos um caminho, ou abrimos um!"


           Hoje falarei de medos que tenho... que sinto... que tento esconder...      


          As vezes tenho medo do que possa vir a sentir, as vezes do que ja sinto, e não quero aperceber-me disso. Tantas vezes me perco dentro de mim tentando organizar este turbilhão de sentimentos, mas são mais as vezes que me perco neles do que as vezes que consigo compreender-me.


        Talvez eu propria não saiba o que quero... Quero dizer saber o que quero sei eu bem, não sei o caminho a seguir para consegui-lo, e as vezes fico perdida, sem rumo nem porto de abrigo. As vezes faço sofrer quem não merece, as vezes por incompreensão do meu coração perco o que sempre procurei.


       Com o passar do tempo muitas coisas mudam ate os sentimentos, convicções, ideiais que davamos como certos, verdadeiros e ideais para nos. Isso assusta-me... a inscontancia dos sentimentos, do que sinto e do que quero.


       Tambem sei que nada é certo e nada é para sempre mas algumas vezes na vida gostava de ter certezas certas, que não levantassem duvidas .

Cláudia às 00:01
| comenta | ver comentários (5) | favorito
Terça-feira, 2 de Outubro de 2007

Reviver

Revivo em silêncio,
doces despedidas.
Perdidas nos tempos
e estradas da vida.


Relembro palavras,
de fé e de calma,
carinhos, doçuras,
calando na alma.

Envolvendo meus braços,
os teus, calor que senti.
Aquecendo meus lábios,
beijos, tantos, que tremi.

Olhar, que o meu refletiu.
Pensar, que ao meu se fundiu.

Momentos tão nossos,
encantos e votos,
fizeram-se meus,
como se em mim coubessem,
teus cânticos roucos,
teus desejos loucos,
que eram tão meus,
como se em mim vivessem.

Repasso, em curtos flashes,
tão pouco foi, tanto se tornou,
em mim, fizeram-se raízes,
profundas, lembrança que restou,
de outros tempos mais felizes.
Hoje, não mais me aqueces.

Nem teus lábios mais me tocam,
ou sequer meu nome, pronuncias,
não carregam ecos os ventos,
apenas minhas memórias provocam,
envolto em silêncio, noites frias,
imagens de tí, fixos pensamentos.

Golden

Cláudia às 18:23
| comenta | favorito